Uma cerimônia no Museu da Vida, na Fiocruz, Rio de Janeiro, consolidou a decisão da BioNovis de instalar sua unidade de produção na cidade. No dia 2 de julho, a empresa firmou dois termos de compromisso para viabilizar a nova fábrica. Um deles oficializa a cessão de uso do terreno da Fiocruz em Jacarepaguá. O outro estabelece garantias do governo do estado para fornecer incentivos à instalação da fábrica.
Estiveram na cerimônia o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha; o governador do estado, Luiz Fernando Pezão; o presidente do BNDES, Luciano Coutinho; o secretário Carlos Gadelha, representando o Ministro da Saúde, Artur Chioro; os secretários de Desenvolvimento, da Saúde e da Ciência e Tecnologia do estado; os acionistas da BioNovis e outras autoridades. Pela ABIFINA, participou o 2º vice-presidente, Reinaldo Guimarães.

Anterior

Validade de produtos químicos

Próxima

Projeto de lei de acesso ao patrimônio genético é enviado ao Congresso